Arquivo de Notícias

APRESENTAÇÃO DO PAN 2008-2010

imagem_noticias_25O Programa Apícola Nacional(PAN) foi aprovado pela Comissão Europeia no passado dia 19 deJunho. A FNAP, organizou a 29 de Junho uma apresentação pública do mesmo, com a presença do Eng. Francisco Rico do GPP, responsável pelo Grupo de Trabalho constituído pelo Ministério para a sua elaboração e com o qual a FNAP colaborou activamente. Estiveram tanbém presentes os responsáveis pelo sector apícola do IFAP e da DGRF, bem como a Dr.ª Sofia Quintans da DGV, que apresentou os novos Normativos para o estabelecimento de Zonas Controladas.

imagem_noticias_29Estiveram presentes 25 organizaçõesde apicultores, tendo as matérias apresentadas gerado aceso debate. Segundo a maioria das opiniões expressas, as novas medidas vêm de encontro às necessidades do sector, pois não só reforçam o papel das organizações de apicultores, como também prevêm (pela primeira vez, desde o início do programa em 1997) permitem o acesso directo dos apicultores ao programa, com especial relevo para as medidas de apoio à comercialização, mas tambémà produção, através da totalmente remodelada medida de apoio à transumância.

imagem_noticias_30

REGISTO DE UNIDADES DE PRODUÇÃO PRIMÁRIA (UPP)

Pedido de registo de UPP

Desde o início do ano, de acordo com o previsto no Decreto-Lei nº 1/2007 de 2 de Janeiro, que os apicultores estão obrigados a registarem-se, junto da DGV, como produtores primário de mel, para que possam comercializar os seus produtos de forma legal. Para tal deverão remeter um pedido ao Director-Geral de Veterinária (ver Minuta acima), sendo que o registo fica automaticamente realizado. Posteriormente, as instalações poderão vir a ser alvo de uma vistoria por parte dos serviços oficiais.

FNAP PARTICIPA EM PROJECTO EUROPEU DE INVESTIGAÇÃO

A FNAP foi convidada para participar no projecto de investigação europeu Co-Honey, liderado pelo CRIC (Centre de Recerca i Investigació de Catalunya).

imagem_noticias_13O projecto propõe o desenvolvimento de uma nova forma de processamento do mel, baseada na utilização de procedimentos físico-mecânicos com o objectivo de reduzir o tamanho dos cristais presentes no mel filtrado (não pasteurizado), e que pretende substituir os actuais processos físicos de aquecimento do mel. Os resultados expectáveis são:
– aumentar o tempo até ao início do processo de cristalização do mel de forma a ir de encontro às exigências dos consumidores;
– manter a qualidade, biológica e nutricional, bem como as restantes propriedades do mel.

CRIC – Centre de Recerca i Investigació de Catalunya