GUARDA PROTEGE A APICULTURA E AS ABELHAS

A Assembleia Municipal da Guarda aprovou no passado dia 15 de abril, a Moção “Medidas de proteção das populações de abelhas”.

A moção, apresentada pelo Bloco de Esquerda e aprovada por unanimidade, valoriza a Apicultura e as abelhas melíferas e o seu indelével contributo para a segurança alimentar dos consumidores e para a conservação ambiente do território nacional. Através do serviço de polinização, a Apicultura contribui de forma positiva para a conservação da natureza e para a manutenção da biodiversidade vegetal e animal, ao mesmo tempo que gera rendimentos e promove o desenvolvimento dos territórios rurais, fixando populações e gerando rendimentos económicos.

A moção recomenda a implementação, através de campanhas próprias, de um conjunto de medidas de proteção das populações de abelhas e de alerta para a necessidade de se adoptarem comportamentos que diminuam o risco para as mesmas, nomeadamente através da adopção de boas práticas no combate à Vespa velutina ou na utilização de fitofármacos.

Especificamente a Assembleia Municipal da Guarda deliberou o seguinte:

  1. Criação e promoção de uma campanha de sensibilização para a proteção de abelhas, nomeadamente programas de educação ambiental;
  2. Promoção de uma campanha de informação sobre a Vespa velutina, riscos associados e comportamentos a adotar sempre que sejam detetados novos ninhos;

Confira o texto da Moção “Moção “Medidas de proteção das populações de abelhas” na integra.